Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página

NOTÍCIAS E EVENTOS

Mais um golpe contra o trabalhador- Sindisaúde repudia ato Ministério da Saúde de revogação da portaria que incluia o Covid 19como doença de trabalho

04/09/20

Mais um golpe contra o trabalhador- Sindisaúde repudia ato Ministério da Saúde de revogação da portaria que incluia o Covid 19como doença de trabalho
Mais uma vez a seguranca dos trabalhadores está em risco. E esta lamentável postura mostra com mais clareza o "compromisso" do Governo de Jair Bolsonaro com a classe empresarial e, o desprezo com a classe trabalhadora. No dia 02 de setembro, um dia após incluir a Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, na lista de enfermidades relacionadas ao trabalho, o Ministro Interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, recuou e cancelou a portaria com a determinação. Entenda trabalhador - Se a Covid-19 estivesse na lista de doenças ocupacionais, trabalhadores afastados por mais de 15 dias pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) teriam estabilidade de um ano e direito ao FGTS proporcional ao tempo de licença médica, além de possibilidade de indenizações em casos mais graves. Provavelmente por pressão dos empresários o Governo revogou uma norma que resguardava a vida dos trabalhadores. " Estamos indignados. O governo Bolsonaro já apresentou várias normas que beneficiam a classe empresarial. O principal exemplo disto são as MP 927/2020 e MP 936/2020, que punem, com redução de direitos e aumento dos riscos, os trabalhadores que são obrigados a continuar exercendo seus serviços para salvar a vida de milhões de brasileiros, " analisa a direção do Sindicato. O momento impõe a valorização dos profissionais, e não a extinção de seus direitos. " Não será a classe empresarial que tirará o país da crise em que se encontra, mas os trabalhadores. Não há economia sem o trabalhador".